terça-feira, 12 de outubro de 2010

Salada de Outono

Pronto, eu hoje vou-me redimir das sobremesas calóricas que ultimamente têm aparecido por aqui...

E ainda trago, como extra, bons conselhos: já ouviram falar dos MUFA? ou dos AGMI?
Os AGMI são os ácidos gordos monoinsaturados, em inglês MUFA (monounsaturated fatty acid).

Então a história é a seguinte: no meu aniversário, ofereceram-me um livro muito útil, com um título muito sugestivo (um livro de capa amarela que se vê a léguas, quem conhecer que diga alguma coisa). Não vou agora dizer o título, fico à espera que alguém com o mesmo problema que eu se pronuncie... :))

Ora então esse livro, que é basicamente sobre alimentação saudável, refere entre outras coisas a grande vantagem da ingestão dos tais alimentos ricos em MUFAs (a palavra é gira, e pronunciável, ao contrário de AGMI, portanto vou usá-la).

E esses alimentos ricos em MUFAs são: os óleos (aqui incluído o azeite), as azeitonas, os frutos secos e sementes, o abacate e... o chocolate preto! Isso mesmo, alguns dos alimentos por muitos julgados proibidos em certas dietas, segundo as autoras deste livro, não só podem como devem ser consumidos bastante regularmente (com moderação, obviamente).

Se quiser saber mais sobre os MUFA e tiver paciência, aqui fica:

"Os ácidos gordos são, basicamente, os blocos de construção de todas as gorduras alimentares e (...) são compostos por átomos de carbono, oxigénio e hidrogénio alinhados especificamente para formarem uma cadeia. O termo "saturado" é utilizado quando todos os átomos de carbono da cadeia estão ligados a átomos de hidrogénio. Isto torna-os sólidos ou cerosos à temperatura ambiente; no seu corpo, eles são pegajosos e rígidos. Uma gordura "insaturada" não é tão solidamente construída, sendo portanto mais flexível - esta flexibilidade constitui a razão pela qual as gorduras insaturadas são "boas" e as gorduras saturadas são "más". Pense nas gorduras saturadas como paus e nas insaturadas como cordas."

E o que é que esta conversa toda tem a ver com a saladinha? Pois tem muita coisa, já que foram empregues duas mufinhas muito saudáveis: o azeite e as nozes. E os outros ingredientes todos, talvez à excepção do atum, também não têm nada que se lhes aponte...



Ingredientes:

2 queijos frescos

tomate, atum e grão cozido a gosto

2 ovos cozidos

1 mão de nozes

azeite, pimenta e coentros picados



E pronto, não tem nada que saber. É só dispor os ingredientes a gosto, temperar e sentar-se a comer.

Bom apetite!

P.S. - O Picasa (programa que uso para as fotos) está-me a trair: as fotos agora quase nunca ampliam quando se clica nelas, no caso deste post só a última é que abre. Não sei porquê, usei o mesmo procedimento em todas. :(

MARY, HELP ME! :)

16 comentários:

  1. Lindissima essa salada. E já ouvi falar dos MUFAS sim..."Dieta Barriga Zero". Comecei toda cheia de força a seguir a dieta dos 14 dias. No 1º dia achei que era um exagero de pequeno-almoço, ainda para mais os cereais ficaram uma papa e não consegui acabar tudo, mas as restantes refeições mostraram-se bastantes saciantes. Aí pelo 3º 4º dia tinha para o lanche um dos batidos, mas bebi-o ainda muito frio e acabei por ficar tão mal-disposta que acho que tive uma paragem de digestão e acabou aí a minha saga. Mas a questão dos MUFAS é bastante interessante.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Carla, pois claro que o livro é esse mesmo :)
    Eu ainda não cheguei a tentar cumprir a dieta à risca, mas tenho aproveitado bastantes ideias e aprendi muito. Mas a alimentação dos americanos é bastante diferente da nossa, e até há produtos que eu desconheço. Além disso, não sou mto fã dos cereais de pequeno-almoço, depois sou cafeíno-dependente, e é suposto o café ser banido... :)
    De qq modo, acho o livro útil, e tem receitinhas bastante interessantes.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Ai Jesus rapariga, e logo o Picasa que nos faz tanta faltinha!
    Percebes bem mais disso do que eu, sou mera leiga na arte Picasiana...
    Pode ser temporário, na volta com uma saladinha super saudável e tão giráça como esta baralhaste o sistema ao rapaz...pelo menos o meu já está transtornado! hihihi :)

    ResponderEliminar
  4. Cláudia,
    Faz uma grande diferença ver o prato ampliado. A salada ficou ainda mais apetitosa.
    Curioso é que usou o mesmo recurso... Você sabe editar em html? Tem que ter o "" antes da foto e "" no final da foto. Não sei te dizer porque deixou de ser automático!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Claudia,
    Achei essa salada maravilhosa.
    Estou precisando de um livro como esse.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. oi, adorei tudo aqui.
    Suas postagens, são ótimas, adorei ler.
    Se poder da uma passadinha lá no meu blog:
    http://kah-catarina.blogspot.com
    vou adorar se você também seguir e comentar nossa postagens!

    beijos, te encontro lá.

    ResponderEliminar
  7. Cláudia,
    Achei até bastante engraçado toda a preocupação com a dieta mediterrânica, porque o que aconselham no livro não é mais do que seguir regras de alimentação que para nós estão mais que apreendidas. As receitas são uma interessante adaptação da nossa dieta aos hábitos alimentares americanos, que como bem dizes beneficiavam bem das nossas sopinhas. Aliás, a introdução massificada do fast food americano é que veio alterar os nossos hábitos alimentares e para pior.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Sou adepta da comida saudável, estou sempre pronta para um prato levezinho como este :)

    ResponderEliminar
  9. Ufa, se é de comer e chorar por mais ♥

    ResponderEliminar
  10. Claúdia,
    a salada está com uma apresentação lindíssima e os ingredientes conquistaram-me logo.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  11. Pois é....gostei de ler...em parte a minha mudança de alimentaçao para melhor foi devido ao que li e aprendi!! ADOREI A TUA REFEIÇAO! e esta copiadissima!

    ResponderEliminar
  12. as vezes tambem acho que deveria mudar e muito a minha alimentaçao
    mas nao e facil quando nao somos nos a cozinhar todos os dias
    gostei muito desta salada
    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Cláudia, que saladinha deliciosa! Eu adoro saladas e a verdade é que quando nos alimentamos de forma saudável, sentimo-nos muito melhor. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar